terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Gata Safada e vadia transando com casal

Olá, pode me chamar de Lucie. Tenho 28 anos e não sou bem um mulherão, na verdade, estou mais pra menininha (apesar da minha idade, muitos pensam q não tenho mais que 22), tenho 1,62, 50 Kg, bumbum farto, seios médios, sou tipo indiazinha, só que com o cabelo levemente ondulado.
Terminada as apresentações, vamos ao q interessa...
Sou nascida e criada em uma pequena cidade do interior de Minas, e como toda garota interiorana, sempre fui um tanto tímida (ou contida, se prefere assim). Até ir pra faculdade, não tinha tido nada além de uns namoricos sem importancia e, pasmem, ainda era virgem!!!!
Saí da minha cidade para estudar no Rio de Janeiro (UFRJ), e fui morar no apartamento da filha de uma amiga da minha mãe, que tbm foi ao Rio para estudar e acabou se casando e ficando por lá mesmo. Eu tinha apenas 18, na época, e ela já tinha 32. Por sermos de gerações diferentes, não tivemos muito contato antes da minha mudança, mas já no aeroporto, qdo eles (ela e o marido) foram me buscar, senti q íamos nos dar muito bem!!!
Ela (Mel) é linda!!! Morena clara, lindos e longos cabelos castanho-escuro, tem 1,75, corpo super bem feito (eles não têm filhos), seios enormes, lindos, e um bumbum daquele geito que só as mineirinhas têm... (rs). Ele (Miguel) é um típico carioca: bronzeado, alto (mais de 1,82, sem duvida), malhado (mas não bombado) e um absurdo olho verde que parece o mar do Arpoador!!!!
Claro que quando os vi pela primeira vez eu pouco reparei nessas características. Eu só pensava na vida nova que me esperava e em como me sairía sem o cordão umbilical, rs, mas eles tudo fizeram pra me deixar super à vontade (tudo mesmo, rs)
Nos primeiros meses, a adaptação foi tranquila, graça a forma como eles me tratavam: nunca me senti uma intrusa na casa deles. Eles me apresentaram tudo no Rio, eu estava encantada, mas confesso que, a essa época, o que mais me encantava era acordar de madrugada com o gemido deles... era delicioso ouvi-los... e eu, que até então era virgem e, sempre ocupada com os estudos, não tivera tempo pra pensar em sexo, depois de começar a ouvi-los, não pensava em outra coisa... já chegava ao cúmulo de não conseguir dormir antes deles trasarem, e me masturbava deliciosamente imaginando o q eles faziam no outro quarto, rs.
No início, quando eu os via pela manha, eu me sentia envergonhada de usar o momento de comunhão conjugal deles para meu bel prazer, mas com o tempo, perdi a vergonha, rs, e tbm, ao ter mais intimidade com a Mel, comecei a falar com ela sobre minha (in)experiencia, q o máximo q já tinha acontecido era ser chupada por um namorado, e q depois disso, nunca mais tive coragem de olhar pra ele, kkkk Ela adorava minha histórias, e isso nos dava uma intimidade gostosa, q eu não entendia bem, mas adorava!!! Logo, ela começou a falar sobre ela e o Miguel... sobre as coisas que haviam feito juntos... sobre como eles adoravam coisas inusitadas, como manage feminino e masculino, troca de casais, enfim... e eu tbm adorava essas histórias, e à noite, enquanto os ouvia transar, eu me imaginava participando de uma de suas aventuras, e gozava cada dia mais gostoso... Um belo dia, faltava apenas uma semana para o fim do semestre, e eu já me organizava pra voltar pra Minas e visitar meus pais, a Mel me disse que fariam um jantar de despedida para mim. Eu aleguei q só viajaria em uma semana, e ela argumentou, com ar de malícia, q a despedida seria loooooogaaaa... Eu não entendi o q ela queria dizer... mas adorei o brilho q vi nos olhos dela...
Nessa mesma noite, qdo voltei da facul, eles tinha preparado um jantar japones (adoro comida japonesa), com mesa baixa, luz de lanternas vermelhas e tudo. Tava muito lindo. Vesti o quimono q ela me deu, e nos divertimos, como sempre, comendo e bebendo... durante o jantar notei q tanto a Mel como seu marido não perdiam uma ocasião de me tocar e que eles se beijavam e acariciavam como nunca tinham feito em minha frente... e eu, que era inexperiente, mas de burra não tinha nada, comecei a entender a intenção deles... e comecei a curtir a idéia de, finalmente, ter minha primeira vez, e em como seria maravilhoso se fosse com eles, q eu gostava tanto e q poderiam me ensinar muitas coisar... então, comecei a retribuir aos toques... eles perceberam minha entrega e passaram logo de lever toques nos braços e pernas para carinhos mais prolongados e profundos... até hoje, quando lembro do Miguel acariciando a parte interna da minha coxa, sinto esse pedaço de pele arder... então, a Mel me beijou!!!!! Eu nunca tinha beijado uma mulher antes, e, pra ser sincera, nem tinha pensado nisso... mas que beijo... que suave... que profundo... que intenso... eu não teria deixado de beijá-la nunca mais se não fosse o Miguel ter entrado no beijo... caraca, como aquilo estava gostoso... eu sentia minha calcinha molhada... e logo eles sentiram tbm, pq os dois, juntos, como se tivessem combinado, levaram a mão à minha calcinha... ele ergueu a lateral e ela começou a acariciar minha boceta... enquanto ela, com a mão livre, tirou meu quimono (eu, como disse, não estava com idéias na cabeça qdo me vesti, então estava apenas com um conjuntinho de algodão florido, muito bonito, mas muito inocente... fiquei até envergonhada, qdo vi q a Mel estava de corpete com meia e cinta liga... mas eles disseram q eu estava super sexy, e eu acreditei, rs), então, ele tirou meu sutiã e os dois chupavam meus seios... eu já estava em transe, de tanto tesão, quando disse a eles q não tinha idéia do que eu deveria fazer, e que eles deveriam me guiar... eles adoraram, e disseram q teriam, literalmente, prazer em me guiar... então ela começou a me dizer o que fazer: -Eu vou chupar você, você preste atenção, porque depois você vai me chupar exatamente como eu te chupar, ok?
O que mais eu poderia fazer além de concordar? Eu anciava por ter aquela boca no meu grelhinho... E que boca, ela lambeu delicadamente meus lábios, sugou o líquido da minha vagina e foi pro meu grelho... e chupou... e lambeu... e mordiscou... e eu, tentando prestar atençao, pq não queria decepcioná-la qdo tivesse sua boceta na minha boca... mas era impossível se concentrar com ela chupando tão gostoso e com ele quase engolindo meus seios... eu me sentia uma presa nas mãos de dois predadores famintos, e essa idéia me deixava ainda mais excitada... então eu gozei... gozei como nenhuma masturbação foi capaz de me fazer gozar... foi delicioso... ela nem esperou eu relaxar e já me disse: -agora eu vou te ensinar a chupar uma rola!
Dito isto, ele se sentou e ela ficou de quatro entre as pernas dele... só aí eu fui reparar no pau dele: tem, mais ou menos uns 19 cm, e é super grosso!!!! Fiquei até com medo de ter aquele pau me arrombando... rs, mas, voltando ao assunto> ela se posicionou entre as pernas dele e me dava instruções, enquanto mo mostrava como fazer...
-Primeiro: cuidado com os dentes! Nunca force os dentes!!! Quando vc estiver mais experiente, eu te mostro uma forma de brincar com os dentes sem machucar, mas, por enquanto, deixe os dentes fora dessa!!! Você não deve cuspir no pau. Para umedece-lo e facilitar q ele deslize pra sua boca, passe a lingua ao redor dele assim (aí, ele lambeu toda a extensão do pau dele, como se faz com um picolé qdo ele tá derretendo... e parecia tãããããooo gostoso fazer aquilooo, eu mal via a hora de tentar...). Depois, vá colocando ele na boca, devagar, deixando q ele deslize, enquanto vc faz movimentos com a língua, como se tivesse chupando um pitulito, assim (e foi colocando aquele pau enorme na boca, até q engoliu ele todo!!! eu não tinha idéia de como aquele pau enorme coube todinho na boquinha dela...). Agora, é só brincar, curtir, se divertir... mas, vc deve fazer tudo com a boca! Nada de colocar só a cabecinha na boca e ficar punhetando. E quando ele gozar, vc deve engolir tudo, ok? Pronto, agora é a sua vez...
E eu fui!!!
Caí, literalmente, de boca!!!
Que delícia foi ter aquela rola gostosa na minha boca... chupei tudo, tava adorando sentir o pau na minha garganta... e, quando ele disse q ia gozar, eu levei o pau o mais fundo que pude na minha garganta, e senti ele pulsando toda a sua porra direto pro estomago!!!! Aliás, essa virou uma das minhas especialidades: Adoro sentir um pau pulsando na minha garganta enquanto o cara goza...
Depois dele gozar na minha boca, a Mel anunciou que faríamos um 69, pra eu colocar em prática o q ela me ensinou enquanto me chupava. Eu nunca imaginei que fosse tão gostoso chupar e ser chupada por uma garota ao mesmo tempo... gozei rapidão... mas descobri q todo esse prazer era nada perto do que estava por vir!
Enquanto eu estava quase gozando de novo, senti o Miguel passar o pau dele na minha bunda e tremi diante de possibilidade de ser deflorada... a Mel nem se mecheu, e continuou me sugando... e eu resolvi fazer o mesmo que ela, e só curtir o momento... então, senti a cabeçona na entrada da minha boceta molhadinha... senti qdo ele começou a forçar de leve... senti qdo a boquinha da minha boceta cedeu... senti ele passar pelo meu canal vaginal... senti uma certa resistencia no meu hímem... senti quande ele deu uma estocada mais forte, vencendo essa última resistencia... senti uma leve dor, logo substituída por um prazer inenarrável!!!! Não há como descrever a senssação de um pauzão na bocetinha e uma boca gostosa no grelho... eu simplesmente saí de mim... gozei várias vezes, enquanto ele me estocava cada vez mais forte e mais rápido, e ela sugava meu grelhinho insassiavelmente... e, quanto mais forte e rápido ele me estocava, mais forte e ávidas nós nos chupávamos, até q ele tirou o pau, pediu pra eu me virar, e esporrou em nós duas... lambuzou nossa cara... então, deitamos e apagamos... só acordamos no dia seguinte, qdo ela me disse pra descançar, pq nessa noite tinha convidado um amigo que ia me ensinar outras coisas.

Marcadores: , , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial