quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Minha amiga chupando minha buceta na fazenda

O que contarei a seguir foi uma história muito excitante e que eu tenho certeza excitará muito vocês. Eu tenho vinte e dois anos, sou morena, 1,74m, olhos verdes, bunda durinha e seios médios. O que eu contarei se passou quando eu tinha dezoito anos.
Minha tia tem uma fazenda em Piracicaba e eu e uma amiga minha fomos passar um fim de semana lá, sozinhas, apenas com os caseiros! O primeiro dia lá foi muito chato, não fizemos nada, apenas vimos televisão.
No segundo dia, fomos mato a dentro explorar a fazenda. Minha amiga Carla era muito gostosa, tinha 1,65m, olhos azuis, morena. Admito que sempre tive fantasias por mulheres, apesar de ser bem casada. Saímos para passear no mato. Eu estava com uma calça branca colada que apareciam minha calcinha rosa de rendinha que estavam enterradas na minha bundinha e uma blusinha colada que exibiam meus belos seios. Carla estava com uma saia branca transparente que exibiam sua calcinha preta enterradinhas na bunda, o que me deixava mais louquinha ainda. Usava uma blusinha branca e estava sem sutiã. Fomos lá, comemos laranjas, corremos, até que uma hora cansamos e sentamos para descansar na grama. Carla se sentou na minha frente e abriu as pernas. Quando vi seu buraco tapado apenas por uma finíssima calcinha enlouqueci. Percebi que Carla também olhava fixamente para o meio das minhas pernas, querendo saber se podia perceber a calcinha pela cor da minha calça.
De súbito, o papo começou a esquentar e perguntei a ela se era virgem, essas coisas... Uma hora disse que estava com calor e tirei a blusa, meus seios estavam quase saltando do sutiã de tanto tesão. Carla ficou paralisada até que peguei sua mão e toquei em meu seio. Ela deu um gemido e começou a acariciá-lo, apertar os biquinhos. Eu soltava gemidos muito altos, minha calcinha já estava encharcada. Tirei o sutiã e abri o zíper da minha calça, mostrando minha calcinha rosa molhada. Carla passou a mão por cima dela e eu gemi. Avancei sobre ela e tirei-lhe a blusa, vendo uns peitos lindos, maravilhosos, e não demorei muito para chupá-los. Ela ficou de quatro na minha frente dizendo que iria pegar uma coisa que vira. Vi toda sua bunda tapada apenas por uma calcinha minúscula, molhada. Ergui sua saia, massageei sua bunda, e ela soltou um gemido forte! Tirei sua calcinha e ela abriu as pernas. Chupei aquela boceta com de poucos pêlos molhada, e a fiz gozar na minha boca!
Relaxei e abri as pernas, e esperei minha gata. Ela veio e tirou minha calça, fiquei apenas de calcinha. Ela me agarrou começou a chupar todo meu corpo e tirou minha calcinha com a boca, gozei feito louca quando ela abriu minha bocetinha e chupou meu clitóris. Após isso nos vestimos e fomos para o quarto dormir. Estávamos com um pouco de ressentimento por tudo que aconteceu, coloquei apenas uma calcinha vermelha enterrada na bunda sem sutiã para dormir e a Carla colocou apenas uma camisolinha que deixava aparecer sua calcinha branca de rendinha. Ela se deitou e não falamos nada. Como estava com muito tesão, cheguei na sua cama e ergui sua camisola. A calcinha estava cravada na bunda, tirei-a e coloquei três dedos no cuzinho dela. Ela gemeu de tesão e arrancou minha calcinha vermelhinha encharcada e me chupou inteirinha...
Desde esse dia uma vez por mês vamos na fazenda da minha tia. Mesmo casadas nos encontramos, cada vez Carla esta mais gostosa e mais molhadinha.

Marcadores: , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial